quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A MENINA E O SAPO

Nina, menina airosa,
formosa como ela só.
bonito era ver Nina correr.
Ora corri rápido, feito tufão,
ora devagar, parecendo brisa.
Nina corria pelo jardim.
Nina caia no gramado.
Nina fazia folia. E ria.
À noite, cansada das travessuras do dia,
a menina dormia.
Certa vez, enquanto passeava
pelo jardim, Nina viu um sapo.
Sapo também viu Nina.
"Será que, se Nina beijar o sapo,
sapo vira príncipe?"
Nina não sabia, mas ficava
imaginando como isso seria.
Nina beijou o sapo.
Sapo continuou sapo.
Não viroou príncipe.
Mas se apaixonou por Nina.
Agora, onde Nina está,
Lá se vê o sapo apaixonado
suspirando pela menina.
Na cabeça do sapo,
Nina é uma princesa-sapa,
transformada em menina
por uma terrível feiticeira.

MÁRCIA PAGANINI CAVÉQUIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário